Restaurante Panorâmico de Monsanto

Foi em 1967 que a Câmara municipal de Lisboa ordenou a construção do Restaurante Panorâmico de Monsanto, a inauguração aconteceu no ano seguinte. Projetado pelo arquiteto Chaves da Costa o local tem uma área de sete mil metros quadrados, um espaço soberbo com obras de arte como painéis de Luis Dourdill, altos relevos de Querubim Lapa e azulejos de Manuel Madureira.

Além de restaurante, foi depois escritório de uma empresa de filmagens, discoteca, bingo e armazém de materiais de construção civil. Hoje, está completamente ao abandono, degradado, vandalizado e em ruínas, mas apesar dos vidros partidos e do lixo acumulado, o edifício mantém o seu charme e beleza.

Considerando que o restaurante panorâmico de Monsanto é uma das maiores obras do período moderno em Portugal, com uma fantástica localização e deslumbrante vista de 360º sobre a cidade de Lisboa, importa chamar a atenção de todos para que se possa fazer algo e urgentemente intervencionar este espaço contrariando a sua actual situação de abandono e de futuro incerto.

Seguem-se fotografias do estado atual e também 15 fotografias do "antigamente".

Aqui ficam algumas imagens do Restaurante Panorâmico de Monsanto durante o processo de construção e antes da sua inauguração.

Contacto

Voltar ao topo