Formato RAW, Fotografias de Maior Qualidade

Featured Image
Formato RAW, Fotografias de Maior Qualidade
5/5 - (3 votes)

Fotografias de maior qualidade têm inerente o uso de formato RAW. Mas afinal, o que é o formato RAW?

RAW equivale ao negativo da fotografia de rolo, ou seja um ficheiro com imensa informação que permite uma edição mais fina e detalhada. A denominação RAW (cru) advém do facto do ficheiro não estar ainda preparado para impressão. Para que este seja impresso tem de ser processado por um editor de imagem e convertido em imagens como JPG (o mais comum) TIFF ou qualquer outro.

Formato RAW, Fotografias de Maior Qualidade, Fotógrafo Lisboa, diogogarcia.com

Comparativamente ao formato comum JPG o formato RAW tem uma enorme dimensão, vide imagem acima, onde a mesma fotografia em JPG ocupa 1.449 KB em contraste com o mesmo ficheiro RAW com 18.825KB. O ficheiro formato RAW (extensão CR2) tem muito mais informação como tal o seu tamanho 1300% superior ao ficheiro JPG.

Posto isto, usar o formato de fotografias RAW é muito mais moroso na edição do que usar o comum JPG (imagem já comprimida), o RAW necessita de maior capacidade de processamento informático bem como de armazenagem em disco, como demonstrado. A reter, o resultado final após-edição dos ficheiros RAW é surpreendentemente melhor que a edição de JPG.

Formato RAW, Fotografias de Maior Qualidade, Fotógrafo Lisboa, diogogarcia.com

Um ficheiro RAW permite correção a ponto de tornar uma imagem muito escura em uma imagem capaz de ser usada sem danificar a informação, ou seja, sem danificar pixeis.

Formato RAW, Fotografias de Maior Qualidade, Fotógrafo Lisboa, diogogarcia.com

Um ficheiro JPG não permite correção a ponto de tornar uma imagem muito escura em uma imagem capaz de ser usada pois a informação é danificada.

Atenção, pois alguns fotógrafos fazem uso massivo do JPG porque reduz o trabalho: os ficheiros JPG são muito menores logo muito mais fáceis de processar, contudo o resultado final está longe de ser o mesmo!

Para além do enumerado, é importante referir que as fotografias em RAW permitem o ajuste de temperatura de cor ou balanço de brancos, o JPG não permite isso. Aqui fica um ficheiro em RAW editado como exemplo:

Um ficheiro JPG não permite correção a ponto de tornar uma imagem muito escura em uma imagem capaz de ser usada pois a informação é danificada. Atenção, pois alguns fotógrafos fazem uso massivo do JPG porque reduz o trabalho: os ficheiros JPG são muito menores logo muito mais fáceis de processar, contudo o resultado final está longe de ser o mesmo! Para além do enumerado, é importante referir que as fotografias em RAW permitem o ajuste de temperatura de cor ou balanço de brancos, o JPG não permite isso. Aqui fica um ficheiro em RAW editado como exemplo:

Cinco megabytes é aproximadamente a dimensão média de uma fotografia JPG com 22 megapixels, já o ficheiro equivalente em RAW tem cerca de 30 megabytes.

Esta diferença notória no tamanho do ficheiro deixa antever a capacidade a quantidade de informação registada bem como o enorme potencial de edição de imagem em pós-produção.

Fotógrafo Casamentos Lisboa, diogogarcia.com

Ficheiros de imagem editados em pós-produção permitem corrigir a percepção da realidade captada pela máquina fotográfica no momento do disparo, tirando assim partido da informação registada no formato RAW.

A reter, fotografias de qualidade = formato RAW!

Boas fotos, sempre com formato RAW!

Saber mais sobre fotografia!

diogogarcia.com

Back to Top